13ft, o sucessor do 12ft para pular paywalls de sites

Se você usava o 12ft pra inspecionar o conteúdo de sites com paywall antes de decidir se valia a pena pagar, e sofreu quando ele parou de funcionar direito, o 13ft é uma alternativa que tem funcionado bem nos meus testes.

Ele se apresenta como o robô de indexação do Google, e aí os sites exibem o conteúdo completo, que ele redireciona para o seu navegador transparentemente.

É open source e fácil de instalar no Mac, Windows e Linux, mas se você preferir (ou não dominar o empacotamento de blambers em flearows), pode acessar em algum site público, como o Killwall.

As pessoas desapareciam - pra sempre!

Uma coisa que as pessoas da minha geração esquecem, e que as gerações atuais não conseguem visualizar, é que até a metade dos anos 90 os seus amigões eram praticamente um subconjunto dos colegas de aula, vizinhos, familiares, e dos colegas e vizinhos deles.

E quando algum amigão (colega de escola ou vizinho) mudava de cidade, ele sumia da sua vida pra sempre, de uma vez só, e imediatamente. Era raro se mudar sabendo qual seria seu novo telefone, que demorava semanas ou meses (com sorte!) pra ser instalado, e escrever cartas pessoais já tinha saído de moda lá pelos anos 50.

Isso está entre as coisas que a internet revolucionou: agora é possível ter amigos e contatos com continuidade geográfica.

E sim, estou falando sobre a experiência de amizades de crianças e adolescentes, mas a de adultos não era muito diferente.

“Self hosted em casa” é bom pra quem já tem e pra quem curte, mas não é um caminho suave

Mais uma vez lembrando que se você ainda não tem um servidor rodando estavelmente na sua casa, a afirmação "vou instalar um servidor na minha casa pra resolver minha demanda X" raramente é uma boa solução para essa demanda X.

Além disso:

🫰🏻 Tende a não ser uma solução econômica

📆 Tende a não ser uma solução duradoura, e

⏱️ Tende a não ser uma solução rápida.

As afirmações acima nem sempre se aplicam a quem já tem um servidor estável rodando em casa, entretanto. Nem a quem tem dois projetos separados e independentes: “implantar um servidor em casa” e “resolver minha demanda X”.

A indecisão idiomática nos naipes dos baralhos no Brasil

Uma coisa interessante dos baralhos comuns do Brasil é que a gente usa os naipes franceses mas chama eles pelos nomes dos naipes espanhóis/portugueses.

Foi assim que o naipe dos corações vermelhos ♥️ ganhou por aqui o nome de "copas" - nos baralhos espanhóis, esse naipe é representado por taças (copas, literalmente - como a "copa do mundo").

Da mesma forma, o naipe dos losangos, que representam diamantes ♦️ no baralho francês, virou "ouros" aqui, porque no baralho espanhol são moedas de ouro.

Como um poeta e um vulcão se uniram para inspirar Frankenstein

Há exatos 208 anos, em junho de 1816, o poeta inglês Lord Byron tinha convidados em sua casa de veraneio na Suiça.

O tempo estava ruim para veranear: o ano de 1816 ficou conhecido mundialmente como “o ano sem verão”, devido às anomalias climáticas causadas pelas cinzas da violenta erupção do vulcão Tambora, na Indonésia, no ano anterior.

A ausência do costumeiro tempo ensolarado prejudicou os planos normais da temporada, e Byron aproveitou o clima sombrio para ler com os convidados trechos assustadores da obra Fantasmagoriana, o que acabou o levando a desafiar todos eles a escreverem suas próprias histórias de terror.

Mary Shelley, que veraneava numa casa próxima, era uma das convidadas de Byron, e ali nasceu ideia de Frankenstein, que ela publicou 2 anos depois.

Melhorando as segundas-feiras com um ajuste simples no Todoist

Uma configuração simples que eu fiz no Todoist e que me traz algum ganho de paz é que quando eu uso o botão de reagendar pra semana seguinte, ele reagenda pra terça, e não pra segunda.

Já temos coisas demais nas segundas, não precisamos aumentar a lista com as que procrastinamos na semana passada.

Dentro de mim tem 0x02 lobos

Dentro de mim tem 2 lobos
Mas são 2 lobos em hexadecimal
Que é a mesma coisa que 2 lobos em decimal
Mas são lobos devs, e esses 0x02 lobos ficam discutindo sobre tabs e espaços o dia inteiro

Go Bag: Reformulando a mochila para desastres

Faz tempo que eu tenho e mantenho uma mochila de desastres, e ela – juntamente ao plano de reação associado a ela – já foi útil várias vezes, principalmente nos dias seguintes a ciclones mais intensos aqui na região.

Mas no mês passado, com a situação de calamidade no RS, eu atendi a um pedido divulgado pela Defesa Civil e mandei pra lá boa parte do conteúdo da mochila, incluindo baterias, iluminação, ferramentas portáteis, agasalhos compactos, essas coisas que são meio que universalmente úteis em emergências prolongadas.

Agora está aberta a temporada de replanejamento pra montar um novo plano de reação, e uma nova mochila adequada a ele, que desta vez será produzida em 2 exemplares.

Mesmo sem ter atualizado o plano – que vou fazer com calma, porque minha pós em gestão de crises tem que servir pra alguma coisa! – eu aproveitei a promoção do AliExpress do final de semana passado pra pedir alguns itens que já sei que vão ter lugar nas duas mochilas.

Como a logística do Ali é impressionante, esses itens já começaram a chegar, e neste momento estou usando um carregador jumbo pra carregar as baterias de 2 lanternas (daquelas com correia, pra usar na cabeça) e de 2 carregadores externos de 10.000mAh (nominais), ambos com 3 tipos de conectores incorporados (micro USB, USB C e Lightning).

Conforme forem chegando mais itens, compartilharei alguns deles por aqui.

O Efeito Von Däniken

Um desafio de trabalhar em equipe onde há criação é que, além de valorizar a inovação, também há que se preservar a percepção de que não é porque uma ideia é nova que ela é boa, e às vezes há razões sólidas pra ela estar inédita ou não ter sido tentada antes.

Ao mesmo tempo, tem hora certa pra apontar isso, e NÃO É durante o brainstorm. Nem depois de a decisão gerencial já ter sido tomada.

Se organizar direitinho, todo mundo encontra

Eu tenho uma pasta no computador em que ao longo de anos eu fui arrastando arquivos de imagens expressivas, memes, ilustrações que podem ser úteis em futuras apresentações, etc.

No mês retrasado eu comecei a transferir esse conteúdo pro Obsidian, mas direitinho, colocando títulos, às vezes descrições, links e outros recursos que facilitarão encontrar quando eu precisar usar.

Dá trabalho, vai um pouquinho a cada semana, mas já começou a provocar insights e novas conexões mentais. Vale a pena.